VISTORIA ANUAL E NORMAS DE SEGURANÇA.

A central de gás, que compreende tubulações, válvulas e demais equipamentos merece atenção especial, devido ao risco de vazamentos que podem causar eventuais incêndios ou explosões.

O síndico deve realizar a manutenção preventiva periodicamente para verificar o estado das mangueiras e tubulações dos cilindros e de todas as válvulas.

A central de gás deve ter a ventilação permanente adequada para possibilitar a dispersão de gás em caso de vazamento. Segundo o engenheiro Henrique César Salvador, a CENTRAL DE GAS , deve estar em conformidade com a ABNT NBR 15.526, a IN 008, DAT, CBM-SC (CREA E Bombeiros). Os cuidados devem se estender aos apartamentos, sendo que é obrigação dos condôminos ter o registro de corte rápido anti chama e verificar a validade das mangueiras.

O engenheiro ressalta que o síndico deve testar anualmente a rede primaria (principal) que alimenta toda a edificação, com ART e LAUDO de Engenheiro Responsável. Deve ainda se atentar aos prazos de validade dos seguintes equipamentos: Medidores de gás – 10 anos; Reguladores de pressão – 05 anos; Registros de fecho rápido – 05 anos; Mangueiras – 05 anos.

Ao sentir cheiro de gás, além de chamar imediatamente a assistência técnica autorizada, a válvula deve ser fechada, não se deve ligar interruptores ou outros dispositivos elétricos e tampouco portar cigarro aceso ou qualquer item que seja inflamável. Esses procedimentos de segurança são essenciais para evitar acidentes de grandes proporções.

Henrique César Salvador é o engenheiro da empresa GLP e pode tirar dúvidas através dos telefones (47) 99223-1519 /3367-3090.